quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Poesias Esotéricas

Essa Casa Acolhe Anjos
Não esqueçais a hospitalidade;
alguns as praticaram, tendo a sorte de,
sem o saberem acolher anjos.
(Hebreus 13 v 1)

Na casa em que os móveis
Cheiram perfume de lavanda,
O ar é perfumado de incenso de cânfora,
Entoam um mantra que invoca a pureza
E a música clássica ecoa,
Essa casa, acolhe anjos.
Na casa em que os raios de sol
Matutino invade, se ouve
Os sussurros de amor, dois corpos
Se enroscam em um arrebatamento carnal,
Num êxtase de alma,
Essa casa, acolhe anjos.
Nas casas em que corre a energia telúrica
E a hospitalidade e o amor são praticados,
Essa casa, acolhe anjos.
Na casa em que une a potência do homem
E a entrega da esposa, essa casa, acolhe anjos.
Na casa em que os elementais brincam no jardim,
Um deus fálico e uma deusa de seios fartos
São idolatrado e a palavra é o verbo sagrado,
Essa casa, acolhe anjos.
Na casa em que em que impera silêncio
Sobre as coisas, o pó não acenta
E os sorrisos e as palavras são sinceras,
Essa casa, acolhe anjos.
Nas casas em que se adora o Cristo,
Compreendem a sabedoria de Buda,
O conhecimentos de Maomé,
O Pentagrama protege as entradas
E São Francisco está nas imagens e nas orações,
Essa casa acolhe anjos.

Jonas Corrêa Martins

J.Nunez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares