terça-feira, 15 de abril de 2014

Poesia religiosa

Senhor, aguardo em ti


Desconheço, porém, é certo que tenho dívida contigo,
Senhor da minha vida.
Pago o que devo com a caridade e o amor ao próximo.
Senhor pago o que devo e espero o teu amparo,
O teu auxilio e que me estenda a tua mão nos dias difíceis.
Sei que senão olhares para mim nada prosperará.
Aguardo em ti e cuido de minha conduta
Para não cair em desagrado na sua presença.
Senhor pago minhas dívidas com o amor,
A caridade e o zelo com os necessitados.
Senhor me de palavras que conforta
E o dom do amor e da caridade
Que supre as necessidades dos irmãos em Cristo.
Senhor, aguardo em ti.
Francisco Medeiros


J.Nunez  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares