domingo, 28 de setembro de 2014

Poesia esotérica

Selva dentro dos labirintos

Vamos direto ao ponto:
Não leve em consideração,
Mas não é por amor,
Não é por mim,
Não é por nós,
Não é por você,
Não é pelo que vão pensar ou dizer,
É pelo que seremos depois da bifurcação da estrada,
Depois que passarmos à ponte,
Depois de pegarmos o caminho
Com destino ao interior de nossos corações
Cansados de tanto despropósitos na vida.

Estou embrenhado na selva dentro dos labirintos,
Estou só...Que sobreviva essa vontade de alma!

Saturnino Queirós 
J.Nunez

Postagens populares