sábado, 28 de fevereiro de 2015

Poesia espiritualista

Ilusão de Ser

Esse sol,
Essa pedra a luz do sol,
Aquela lua de ontem à noite,
Eu e outras coisas que há sem a consciência de existir;
Existimos a cada momento sem a importância do antes e do depois...

As coisas não pensam de si o melhor,
As coisas não são, psicologicamente, essas ilusões de ser:
Doutor, professor, jardineiro, ou qualquer outra coisa.

Qualquer coisa além da consciência e a consistência  
De existir nesse momento é uma ilusão de ser,
Psicologicamente.

O tempo psicológico, o título e a condição social é uma ilusão de ser.
Sou o que sou de carne e osso e alma
A cada instante da vida.
Osso e alma é o que tenho de concretude.  
Mesmo quando inconsciente de ser essa realidade palpável.

Murilo Santiago
J.Nunez

  








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares