quinta-feira, 13 de agosto de 2015

O Templo

Meus olhos contemplativos

Acompanhado por dois  amigos
Procurei o templo
O templo havia  se tornado comércio.
Chorei, lamentei sozinho tamanha desgraça, tamanha miséria,
Feito Jó sobre  as cinzas.

Morte a todas os discursos! 
Eu quero de volta os meus olhos para a Mães de Deus.

Meus olhos contemplativos, 
A morte do pecado,
Minha simplicidade de camponês
E meu arrependimento diante da Mãe de Deus.

J.Nunez  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares