domingo, 15 de novembro de 2015

Poesia esotérica

Impetuoso

Despi de meu espírito de luta
Moldando-me as pessoas, ao cotidiano, as circunstâncias e as coisas...
Neguei meu espírito impetuoso para ser agradável aos outros
E pratiquei uma vida cotidiana que me engoliu.

Meu espírito ambicioso e impetuoso para as coisas mais além
Não abaixará a cabeça para as coisas efêmeras para ser agradável.

Revesti com meu espírito de luta...,
Que olha para a minha natureza inferior com profundo desprezo
E posso até parecer arrogante para os fracos e para as fraquezas.


J.Nunez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares