quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Sol Interior

Sol  Interior

Dia dos mortos sem chuva,
Sol entrando pelas janelas,
Caminhando pelos corredores,
Adentrando os porões e seus cantos escuros,
Iluminado o interior e colocando para fugir
Todas as criaturas da noite.

Os vampiros e outras criaturas tenebrosas
Saíram dos cantos escuros e foram fulminados
Pela luz do sol interior na casa doze,
Liberando a virtude da alma aprisionada.

Sol da consciência e da lucidez
Que chega a todos os cantos escuros
E faz um eterno dia de sol
Na noite dos tenebrosos.

J.Nunes


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares