segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Jonas no ataude

No chão da capela a cruz do Cristo deixada,
Na capela Jesus no ataúde,
Na capela  Jonas no ataúde,
Na capela o Homem no ataúde;
Não me foi revelado o seu nome.

Dois homem velavam os corpos quando cheguei,
A um deles perguntei quem era o homem ainda novo
De barba longa e grisalha.
Me respondeu apenas que se eu deixasse a capela morreria,
E que quando o positivo e o negativo se fundirem eu morreria.
Disse a ele que uma hora eu teria que sair.
Deixei a capela que se evaporou em uma explosão com muitas cores.

Perguntei a um personagem quem eu era,
Ele disse com voz assustadora e terrível,
Que eu fui terrivelmente mal,
Reconheci e tive medo  da verdade.

J.Nunes







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares