sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Enterrado em pé

Os pensamentos têm suas conversas involuntárias.
Falo com o Mestre, peço a ele um ensinamento,
O Mestre me mostra um menino sujo e abandonado,
Vou até o menino, encontro-o enterrado em pé,
A medida que o menino deixa a cova vertical,
Ele cresce e se torna um rapaz,
Porém sem as mãos para se sustentar
E sem os pés para caminhar,
Percebo que esse rapaz é dependente da compaixão de outros.
Ficou os símbolos de um ensinamento deixado pelo Mestre.

J.Nunes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog